editorashqslivrolivrosQuadrinhosresenha

Resenha Paul está morto

Ele é tão igual que não conseguiríamos distinguir um do outro se estivessem lado a lado.

Paul está morto conta a história de como Paul McCartney se envolveu em um acidente de carro que custou não apenas sua vida como também a quase extinção da maior banda do mundo não fosse um pequeno detalhe, um sósia.
O autor Paolo Baron transporta essa lenda sobre o integrante da banda que até hoje atrai pessoas que adoram teoria da conspiração. Muitos dos eventos que veremos ao decorrer das páginas de fato aconteceram e o tom de aventura policial que o autor nos apresenta faz com que a história seja totalmente envolvente e imersiva. Paul está morto, mas essa notícia não pode se espalhar e a banda precisa encontrar uma forma de seguir, curiosamente existe uma pessoa que é tão igual a Paul que se os dois fossem colocados lado a lado nem os companheiros da banda conseguiriam distinguir quem é quem. Enquanto isso John não aceita a morte do amigo assim tão fácil e vai atrás de respostas sobre o que de fato aconteceu e essa busca por respostas faz com que vários elementos passados sejam revistos, memórias retornem e nós leitores fiquemos malucos com a arte de Ernesto Carbonetti que opta por nos apresentar algo dentro da visão de um usuário de LSD. Isso se dá pelo fato de que o grupo tinha seus momentos de loucuras com drogas e demonstrar isso em forma de desenhos foi simplesmente espetacular.

 A narrativa da história nos guia por eventos que se passam entre 1966 e 1967 com a banda, dentro e fora do estúdio Abey Road e para quem sabe tudo sobre a banda é um deleite enquanto que para quem não sabe nada de Beatles é uma ótima fonte de conhecimento especialmente quando lê o pósfácio que é um show a parte que, ao esclarecer alguns eventos convida o leitor a imediatamente voltar para a primeira página e começar a ler novamente esse show dos Beattles chamado Paul está morto.

Um ponto negativo na história está por conta de ela ser curta, embora a leitura seja muito agradável, fica aquele gostinho de que poderia ter mais, de que poderia ir além, ou seja, o único contra da história é que ela acaba. Paul está morto está à venda no site da Amazon e para os amantes dos Beatles, quem quer conhecer a banda ou a lenda sobre a morte de Paul McCartney, essa é uma excelente pedida.

Mostrar mais

Ludinei Neves

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e futuro educando de Letras baseada em traduções, criação de roteiros e etc. Nerd desde o nascimento sonha com a disseminação da leitura pelo mundo. Um amante da cultura em si, um buscador da resposta vital para a vida, o universo e tudo mais. Amante de quadrinhos e da cultura dos vídeo games, apaixonado por Magic the Gathering e também adora livros, RPG, Holy Avenger e Pipoca e Nanquim.

Notícias relacionadas

Deixem seus comentários!

Fechar