resenha

Mangá | Amar e ser amado, de Yukari Yashiki

Quando os sentimentos são postos à prova, você recua ou avança?

O campo dos sentimentos é algo muito complexo. Para muitos esse essa é uma área de impossível acesso, para outros é um santo paraíso. Mas, o que importa não é estar no campo sentimental ou não, o que importa é como nos portamos diante das oportunidades que nos são dadas e o quanto estamos dispostos a ir atrás de sermos correspondidos aos sentimentos que temos guardados dentro de nossos corações e também o quanto estamos dispostos a sofrer por isso. Lembrando que visão de alguns, se há amor, não há sofrimento.

Em amar e ser amado nós somos convidados por Yukari Yashiki (autora) e seu gato (para quem leu a obra) a conhecer Asuka, uma jovem mulher que passa por um dilema enorme em sua vida. Asuka é apaixonada pelo melhor amigo Taihei, mas não tem coragem para se declarar. Os dois entram e saem de outros relacionamentos e contam tudo um para o outro. Não importa o relacionamento que Asuka entre, ela nunca consegue manter justamente por gostar de Taihei, porém, isso começa a mudar quando ela conhece Sengaku, um companheiro de trabalho de outro departamento que vai, ao decorrer da trama mostrando a moça que é possível ser feliz e ter seus sentimentos correspondidos, se não por Taihei, pelo próprio Sengaku.

Romance Clichê

A obra é o típico clichê dos romances só que trabalhado de forma bastante envolvente fazendo com que o leitor quando chega ao final, mesmo sendo previsível deixa uma sensação boa de valeu a pena e pode até nos levar a pensar em alguém para poder fazer parte das pessoas que leram o mangá. A autora escolhe também um tema clichê da vida real para se trabalhar. Quem nunca se apaixonou por um amigo( a) ou viveu junto de um(a) essa situação? A preocupação aqui não está no sentimento, mas no que fazer com ele já que um passo em falso pode resultar em desastre e término da amizade, porém, nos deixa um questionamento interessante: O que fazer com esse sentimento que queima dentro do nosso peito? 

Amizade 

Não é incomum ter personagens que se relacionem de forma amiga nesse tipo de história (para quem os personagens contam seus dramas e pedem conselhos como fazemos aqui na vida fora das páginas). Dessa forma, além de Taihei, Asuka também conta com Kaemi que além de sua amiga é companheira de trabalho e é com ela que a nossa protagonista partilha seu dilema sobre seu melhor amigo. Claro que Kaemi fica na torcida pelo sucesso da amiga.

História, e narrativa

A história, como já citado é clichê não apenas nos romances em forma de livros ou quadrinhos como também nos que estão fora deles. O que acontece aqui é que não temos cenas desinteressantes ou bobas como um soco que faz o personagem sair voando ou coisas do tipo. As piadas, os erros que os personagens cometem, os dramas são todos mostrados de uma forma que de fato podem acontecer conosco a qualquer momento se estivermos dentro da situação ao qual Asuka se encontra. Nesse ponto, a autora escolhe uma narrativa bem simples e previsível, porém, totalmente fluída ao ponto de nos fazer lembrar coisas que já vivenciamos e isso acaba nos deixando envolvidos na trama como geralmente acontece nos mangás.

Arte

A arte não deixa a desejar, pelo contrário, é bem condizente com o que estamos lendo e se prestarmos a atenção, vamos nos deparar com detalhes simples em cenários e pessoas que geralmente ficam ocultos nos mangás desse estilo. O mangá também é desenhado por Yashiki que já tem histórico de desenhar obras de romances adultos voltados para um público feminino. 

 

Conclusão

Amar e ser amado é um mangá que vale bastante a pena para quem gosta de romance em especial para quem curte a ideia do amor platônico. Ao decorrer de suas 172 páginas vai sendo revelado ao leitor alguns dilemas que podem ser ou já foram os seus próprios. Como lidar com um sentimento tão forte por alguém que sabe tudo sobre você e é seu melhor amigo? Como se declarar sem abalar a amizade? Vale a pena mesmo ficar mantendo um sentimento que deveria ser bonito, mas que ao contrário disso nos machuca por escondermos ao invés de revelá-lo? A resposta para essas questões está dentro dessa obra publicada no Brasil em 2011 pela editora New Pop. E você? Já leu Amar e ser amado? Deixa seu comentário aí embaixo sobre o que achou da obra.

Mostrar mais

Ludinei Neves

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e futuro educando de Letras baseada em traduções, criação de roteiros e etc. Nerd desde o nascimento sonha com a disseminação da leitura pelo mundo. Um amante da cultura em si, um buscador da resposta vital para a vida, o universo e tudo mais. Amante de quadrinhos e da cultura dos vídeo games, apaixonado por Magic the Gathering e também adora livros, RPG, Holy Avenger e Pipoca e Nanquim.

Notícias relacionadas

Deixem seus comentários!

Confira também

Fechar
Fechar