cinemacríticadcfilmemovietrailerUncategorizedwarnerbros

Crítica | Shazam! com apenas uma palavra revigora o universo da DC

Imagina com 14 anos ganhar poderes inimagináveis? Ou do nada parecer um super-herói adulto? Imaginou!? Bem, é isso que você pode ver em Shazam!, que chega aos cinemas nesta quinta e promete encantar o público de todas as idades. Confira nossa crítica:

Imagina com 14 anos ganhar poderes inimagináveis? Ou do nada parecer um super-herói adulto? Imaginou!? Bem, é isso que você pode ver em Shazam!, que chega aos cinemas nesta quinta e promete encantar o público de todas as idades. Confira nossa crítica:

O filme dirigido por David Sandberg e do roteirista Henry Gayden, Shazam! vêm como um refresco para as produções da DC, podendo ser um dos melhores filmes do gênero já lançados. O longa começa com Billy Batson (Asher Angel), em uma busca – quando pequeno o garoto se perdeu de sua mãe num parque de diversões e desde então procura de cidade em cidade por ela. Agora com 14 anos Billy passa de lar em lar adotivo na esperança de encontrá-la.

A contragosto, o garoto é encaminhado para um novo lar adotivo que é comandado por Victor (Cooper Andrews) e Rosa (Marta Milans), lá conhece seus novos irmãos – Freddy (Jack Dylan Grazer), Mary (Grace Fulton), Darla (Faithe Herman), Pedro (Jovan Armand) e Eugene (Ian Chen). Em determinado momento, Billy vai parar em um local mistico e é escolhido por um Mago para herdar seus poderes e salvar o mundo dos Sete Pecados Capitais. Automaticamente o jovem de 14 anos passa para o corpo de adulto.

A partir deste ponto, o filme explica toda a história e descoberta de poderes de forma cômica, nada no longa força o humor, e é preciso entender que extremamente necessário utilizar deste recurso, afinal somos postos diante de uma criança num corpo de adulto, descobrindo tudo o que precisa para lidar com suas novas habilidades e aparência. Zachary Levi prova que foi a escolha certa para o papel de herói, suas cenas são impagáveis e ele se sai bem interpretando a criança no corpo adulto.

Além disso é preciso destacar Jack Dylan Grazer que rouba a cena todas as vezes que aparece e possui tanto tempo de tela quanto Zachary e Asher. Além disso, a escolha do elenco é o ponto alto para o sucesso do longa, toda a família, principalmente o elenco infantil completa a sintonia necessária e faz com que todo o roteiro flua de forma leve e natural. Já o vilão Silvana (Mark Strong) acaba sendo um pouco caricato demais, mas ainda sim tem uma construção de personagem que faz o público entender esse aspecto dele.

Por fim, Shazam! é um filme extremamente divertido e emocionante, que acaba sendo muito mais do que uma história de origem, ele consegue passar lições importantes sobre amizade e pertencimento, fazendo com que tanto o público jovem como o adulto encontre identificação.

Nota:

4,0

4,0

O filme explica toda a história e descoberta de poderes de forma cômica, trazendo um refresco para as produções da DC, praticamente tudo no filme se encaixa perfeitamente.

Mostrar mais

Juliana Macedo

Futura economista, nerd assumida, apaixonada por filmes, séries, livros e um bom café de companhia. Criadora do Insta @pensoufilmes, sonhadora, não tem medo de novos desafios e sonha em deixar sua marca ao mundo.

Notícias relacionadas

Deixem seus comentários!

Fechar