Crítica | Pé Pequeno e a lição sobre verdade e diversidade

Pé Pequeno é leve, divertido e ensina de forma simples sobre diversidade e tolerância, se transformando em uma grata surpresa de 2018 e promete encantar desde crianças a adultos com um visual cativante e uma trilha sonora encantadora, mostrando que a verdade é extremamente poderosa.
Compartilhe:


Muitas vezes vamos ao cinema sem pretensão nenhuma, seja por ter visto um trailer que não empolgou ou por não ter nenhuma expectativa, uma vez ou outra em ocasiões como essas, somos surpreendidos positivamente e conseguimos ter uma imersão completa do filme, Pé Pequeno é uma animação que se encaixa perfeitamente nessa categoria. Confira nossa crítica:


A premissa do longa mostra Migo - um yet - ou como conhecemos, o Abominável Homem das Neves ou Pé Grande, encontrando o lendário Pé Pequeno - um simples humano - o problema é que humanos são mito entre os yets, e ninguém acredita na palavra de Migo, que não irá desistir tão fácil para provar que diz a verdade.


O longa mostra o vilarejo dos yets, que vivem sob as regras impostas pelas pedras da sabedoria, que são transmitidas de geração em geração por um guardião do lugar, tais pedras são espécies de leis da sociedades e regulam toda a vida do vilarejo, quando Migo vê um humano e insiste que o que viu é verdade, acaba sendo expulso por contrariar uma das pedras. Com isso a jornada do filme começa, a busca da verdade se torna prioridade para o yet, que espera poder voltar para seu vilarejo e retomar sua vida nele. Em contraponto com Migo, temos o humano Percy, que apresenta um programa sobre a vida animal e está desesperado pelo aumento da audiência e retorno aos holofotes. Quando Migo e Percy se cruzam ambos vêem um no outro a chance de obter aquilo que sempre sonharam. 


A animação da Warner levanta temas atuais e faz paralelos interessantes com nossa sociedade atual, como a aceitação do diferente ou até mesmo como respondemos com ódio ou medo tudo aquilo que não compreendemos ou conhecemos. Toda a trama equilibra bem as partes engraçadas e os temas sérios que apresenta, além de que visualmente se apresenta de forma impecável e de fácil entendimento.

Pé Pequeno é leve, divertido e ensina de forma simples sobre diversidade e tolerância, se transformando em uma grata surpresa de 2018 e promete encantar desde crianças a adultos com um visual cativante e uma trilha sonora encantadora, mostrando que a verdade é extremamente poderosa.

Nota:
(Ótimo)



Compartilhe:

animação

cinema

critica

crítica

filme

juliana

movie

pépequeno

smallfoot

warnerbros

Comente!

0 comments: