Crítica | Te Peguei! mostra que adultos também brincam

Imagina participar de uma brincadeira que dura mais de 30 anos com seus melhores amigos de infância? O famoso Pega-pega nunca foi tão divertido nesse filme que estreia hoje nos cinemas brasileiros. Confira nossa crítica:
Compartilhe:
Imagina participar de uma brincadeira que dura mais de 30 anos com seus melhores amigos de infância? O famoso Pega-pega nunca foi tão divertido nesse filme que estreia hoje nos cinemas brasileiros. Confira nossa crítica:

Todo filme baseado em fatos reais é sempre uma surpresa, desde filmes de terror a comédias, em Te Peguei! (TAG) não é diferente, pois somos surpreendidos pelo fato de que todas as situações absurdas de algum modo ocorreram. Todo o roteiro é baseado em um artigo publicado em 2013 no Wall Street Journal e que foi adaptado para as telonas por Rob McKittrick (A Hora do Rango) e Mark Steilen (Mozart In The Jungle). 


Somos apresentados a cinco amigos que durante o mês de maio participam de uma gigantesca brincadeira de pega-pega, não importa onde cada um mora, ou o que estão fazendo no momento, todo mês de maio, sem falta, eles entram em seu modo criança e tentam surpreender uns aos outros, o importante é não ser pego. Quando Jerry, interpretado por Jeremy Renner, vai casar em pleno maio, o restante do grupo decide que é a oportunidade perfeita para pegá-lo já que é o único ainda invicto do grupo.


Com um roteiro raso, que acaba exercendo bem o papel a que foi desenvolvido - entreter o espectador com o surreal, afinal, acompanhamos cinco adultos que não medem esforços para participarem do jogo e manterem a amizade e o senso de infância vivos.


O elenco estrelado é o ponto alto do filme com Ed Helms (Se Beber, Não Case), John Hamm (Mad Men), Jeremy Renner (Vingadores), Hannibal Buress (Homem-Aranha: De Volta Ao Lar), Jake Johnson (New Girl), Isla Fisher (Truque de Mestre), Rashida Jones (Parks and Recreation) e Leslie Bib (Homem de Ferro 2), todos possuem muita química em cena e fazem com que acreditemos em todas as ideias malucas que se propõem para alcançarem os seus objetivos. 

Por fim, Te Peguei! acaba sendo uma surpresa divertida, não mais que isso, um filme com uma premissa inusitada onde é possível acreditar que vale a pena todos os esforços para manter a amizade  fortalecida pelo resto da vida.

Nota:
(Bom)



Compartilhe:

cinema

critica

crítica

edhelms

filme

hannibalbures

islafisher

jakejohnson

jeremyjenner

johnhamm

juliana

lesliebib

movie

rashidajones

tag

tepeguei!

warnerbros

Comente!

0 comments: