Crítica | Oito Mulheres e Um Segredo e o poder feminino em ação

Oito Mulheres e um Segredo, vêm para renovar o gênero ao mostrar o lado feminino de um roubo perfeitamente arquitetado.
Compartilhe:
Quando se pensa em filme sobre roubos é inevitável não lembrar de Onze Homens e um Segredo, com um plano bem arquitetado e grandes estrelas no elenco como George Clooney, Brad Pitt e Matt Damon, com essa franquia já encerrada surge agora Oito Mulheres e um Segredo, que vêm para renovar o gênero ao mostrar o lado feminino de um roubo perfeitamente arquitetado.


É com essa premissa que somos apresentados a Debbie Ocean (Sandra Bullock),  irmã de Danny (George Clooney), que acaba de sair da prisão após cinco anos de sentença e já tem um plano à prova de falhas para roubar um colar caríssimo durante a famosa festa do MET Gala. Para isso, Debbie precisa da ajuda de sua parceira de crimes do passado: Lou (Cate Blanchett), que à ajuda a encontrar o resto da equipe que tem Rose (Helena Bonham-Carter), uma estilista em decadência que se encontra recheada de dívidas; Amita (Mindy Kailing), trabalha como avaliadora de jóias; Tammy (Sarah Paulson), uma dona de casa e contrabandista; Constance (Awkwafina), ladra de mão cheia e Nine Ball (Rihanna), hacker excepcional; todas juntam suas habilidades para realizar o roubo.


O filme apresenta um roteiro rápido que trás dinamismo e diverte quem o assiste, com algumas sacadas e reflexões, não tão aprofundadas, mas que dá cutucões no telespectador no tempo certo ao mesmo tempo que as piadas funcionam naturalmente. Mas, o que tem de divertido, falta em termos de inovação no roteiro, pois apresenta em aspectos gerais mais do mesmo quando se fala de filmes de roubo, tanto é que a construção e preparação do plano é bem maior e mais prazerosa que a execução  do plano em si. Contudo, o elenco do filme é um show a parte, cada integrante se encaixa perfeitamente no todo, trazendo uma química para a tela impressionante, com personagens fortes e carismáticas.

Oito Mulheres E Um Segredo entrega um filme bem humorado e que prova que alguns clichês são bem vindos se forem bem utilizados. No fim, prova que pode ser o pontapé inicial para uma franquia de sucesso, deixando um gosto de satisfação no final da sessão.

Nota:
(Bom)


Compartilhe:

annehathaway

cateblanchett

cinema

critica

crítica

filme

helenabonhamcarter

juliana

mindykailing

movie

oceans8

oitomulhereseumsegredo

rihanna

sandrabullock

sarahpaulson

trailer

warnerbros

Comente!

0 comments: