Crítica | Tomb Raider - A Origem, traz o surgimento de uma lenda

Após Angelina Jolie encarnar Lara Croft nos cinemas, a famosa aventureira dos games retorna para a grande tela, e, quem dá vida a icônica personagem desta vez é Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa) com a missão de dar uma nova cara a esta figura emblemática.
Compartilhe:

Após Angelina Jolie encarnar Lara Croft nos cinemas, a famosa aventureira dos games retorna para a grande tela, e, quem dá vida a icônica personagem desta vez é Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa) com a missão de dar uma nova cara a esta figura emblemática.

Tomb Raider: A Origem assim como o próprio título promete define bem de onde Lara Croft vem e como se tornará uma lenda. Após sete anos do desaparecimento de seu pai Richard Croft (Dominic West), Lara leva a vida como entregadora para pagar as dívidas que possui,  mesmo sendo dona de uma fortuna, só pode assumir tudo a que tem direito quando assinar os papéis reconhecendo que seu pai está morto, o que ela reluta veementemente em fazer. Quando não vê outra alternativa, decide assumir as funções como Croft e finalmente aceitar o inaceitável, é aí que o destino começa a guiar Lara para outra direção, quando recebe de herança um enigma de seu pai, Lara acaba descobrindo que nem tudo na vida dele foi como imaginava.

Pai de Lara, Richard Croft ( Dominic West ) e Lara Croft ( a atriz mirim Emily Carey). Foto: Fox Film.

Alicia Vikander como Lara Croft. Foto: Fox Film.

A jornada da heroína tem início a partir deste ponto, ao recusar seguir as ordens que seu pai havia imposto e na esperança de encontrá-lo, Lara, começa a montar o quebra-cabeça que foi deixado pra trás, e, vamos acompanhando a construção gradativa da lenda que já conhecemos. Alicia Vikander assume o papel com confiança e entrega uma Lara Croft, corajosa, forte e inteligente, que não usa do sexismo para tirar qualquer tipo de vantagem. Isso recebe mérito da reformulação do jogo que ocorreu em 2013, ao qual o filme é baseado. Ela apresenta uma heroína que todos os jovens possam se espelhar, com dilemas reais, como por exemplo: a lealdade a família, a dor do luto ou até mesmo a luta para encontrar o verdadeiro propósito em sua vida.

Foto: Reprodução.
O diretor norueguês Roar Uthaug, que faz sua estreia em Hollywood, apresenta um filme com cenas de ação bem coordenadas, envolvendo o espectador na trama que apresenta, mesmo que em algumas ocasiões o CGI utilizado apareça um tanto quanto grosseiro visualmente, acaba remetendo muito aos jogos de videogame, outro mérito da adaptação que insere cenas pontuais que de certa forma sugerem as fases que os jogadores normalmente vão passando para finalizar o jogo. Ao mesmo tempo que acerta na reestruturação da personagem, o filme peca em usar muitos clichês que fazem com que o público não sinta nenhuma surpresa ao chegar no clímax da história.

Walton Goggins interpreta o arqueológico rival de seu pai, Mathias Vogel. Foto: Fox Film.

Daniel Wu que interpreta o amigo de Lara, Lu Ren. Foto: Fox Film.

Tomb Raider: A Origem coloca a força feminina em foco e mostra que tem potencial para se tornar uma franquia de sucesso assim como seu game, agradando não só a fãs apaixonados como o público de um modo geral.


Curiosidades:

Foi por pouco!
Daisy Ridley, de Star Wars: O Despertar da Força (2015), foi cogitada para estrelar a trama. Emilia Clarke, Saoirse Ronan e Cara Delevingne foram outras consideradas para o papel.

Poderosa!
Alicia Vikander fez questão de fazer todas as acrobacias que sua personagem exigia sem necessitar utilizar dublês para isso.

Pré-heroína
Emily Carey, que interpreta Lara na juventude, também viveu a princesa Diana adolescente em Mulher-Maravilha (2017).

Mesmos passos
Assim como Jolie, que ganhou um oscar na categoria de melhor atriz coadjuvante por Garota, Interrompida (1999), Alicia Vikander também conquistou o mesmo prêmio e na mesma categoria por sua atuação em A Garota Dinamarquesa (2015).

Já é da família
Dominic West já interpretou o pai de Alicia Vikander em Juventudes Roubadas (2014).

Nota:



Compartilhe:

aliciavikander

cinema

critica

filme

juliana

karina

movie

tombraider

tombraideraorigem

warnerbros

Comente!

0 comments: