News

Crítica | Assassinato no Expresso do Oriente, embarca numa investigação envolvente e cheia de mistérios


Mais uma adaptação de Agatha Christie chega às telonas – Assassinato no Expresso do Oriente deve sua primeira adaptação em 1974, dirigido pelo cineasta Sidney Lumet (também do filme '12 Homens e uma Sentença'). Agora sua segunda versão é trazida pelo ator e diretor Kenneth Branagh que também dirigiu Thor (2011) e Frankenstein (1994), traz uma nova adaptação ainda mais cativante, envolvente, com uma deliciosa história de investigação, e principalmente de um carisma que logo somos conquistados pelos personagens.

SEM SPOILERS



Assassinato no Expresso Oriente (1974). 

Kenneth Branagh interpretando Hercule Poirot. Foto: Fox Film do Brasil.

O detetive Hercule Poirot (Kenneth Branagh) embarca de última hora no trem Expresso do Oriente, graças à amizade que possui com Bouc (Tom Bateman), que coordena a viagem. Já a bordo, ele conhece os demais passageiros, e resiste à insistente aproximação de Edward Ratchett (Johnny Depp), que deseja contratá-lo para ser seu segurança particular. Na noite seguinte, Ratchett é morto em seu vagão. Com a viagem momentaneamente interrompida também devido a uma nevasca que faz com que o trem descarrilhasse, Bouc convence o detetive usar suas habilidades para desvendar o crime. Poirot então se veem no caso mais controverso e complicado que já enfrentou. 

Johnny Deep interpretando Edward Ratchett. Foto: Fox Film do Brasil.

Branagh não se contentou e como maioria de suas produções, em não apenas dirigir, mas atuar e ainda como personagem principal Hercule Poirot.

Assassinato no Expresso do Oriente  não é um filme fiel ao livro como era o desejo de maioria dos fãs e admiradores das obras de Christie, mas nem por isso o filme decepciona ou não consegue trazer nada da obra original literária. Tanto para quem leu o livro, quando para os que não conhece a história a partir da versão do livro, consegue compreender perfeitamente a trama.

O personagem Hercule Poirot como esperado é um homem extremamente inteligente, com um senso de humor leve e muito cativante, de características únicas e com uma percepção melhor do que qualquer outro detetive do mundo. 

Michelle Pfeiffer interpretando a Caroline Hubbard. Foto: Fox Film do Brasil.

A interpretação de todo o elenco juntos é ótima, mesmo com o desafio de um elenco grande, com personagens de personalidades totalmente diferente um do outro, contracenando juntos em apenas um local (o trem), eles demonstram estar bem sincronizados na trama. O elenco principal do filme é grande parte comporta por veteranos, principalmente as atrizes Michelle Pfeiffer e Judi Dench que tão um espetáculo de atuação e elegância. Mas os mais jovens também fazem uma ótima atuação como Daisy Ridley, Josh Gad e Leslie Odom Jr. que carregam uma grande importância no caso. 

Daisy Ridley interpretando a governanta Mary Debenham. Foto: Fox Film do Brasil.

Todos os cenários do filme parecem nos transportar para uma viagem literária com um leve toque natalino. Mas sem deixar o clima e o cenário clássico de uma investigação estilo anos 30. O figurino e maquiagem também é algo para ressaltar pela tamanha elegância e capricho produzido no filme, vimos nitidamente isso nas cenas mais focadas.

Assassinato no Expresso do Oriente é uma deliciosa aventura de investigação, composta por muitas reviravoltas, mistérios e com um leve humor, cativante e envolvente.

Nota:



Nenhum comentário