News!

Crítica | Homem-Aranha: De Volta ao Lar, o retorno do amigão da vizinhança


Simples, engraçado e com o pé no chão, Homem-Aranha: De Volta ao Lar mostra que o 'amigão da vizinhança' não precisa de exageros para ser espetacular. (SEM SPOILER)

Não há dúvidas que Homem-Aranha é um dos heróis mais queridos do mundo, senão o mais querido. O herói que se popularizou nos cinemas pelas mãos do diretor Sam Raimi que nos trouxe dois dos melhores filmes de super heróis já criados, que, junto com X-Men de Bryan Singer, mudaram de uma vez por todas o rumo dos heróis no cinema. Mas essa popularidade acabou se tornando sua maior vilã, sua simbionte, pode-se dizer, que o consumiu e foi tornando seus filmes cada vez mais exagerados e ruins, desde Homem-Aranha 3 ao terrível Espetacular Homem-Aranha 2.


A Sony já não tinha mais opções para faturar uma grana em cima do herói a não ser uni-lo ao universo lucrativo do Marvel Studios. Essa parceria nos trouxe o retorno triunfante do personagem aos cinemas em Capitão América: Guerra Civil e que agora retorna para seu primeiro filme solo dentro do universo dos Vingadores, trazendo-nos um dos melhores filmes do aranha e um dos melhores filmes da Marvel.

Esse segundo reboot do Homem-Aranha nos cinemas tinha uma tarefa difícil, trazer uma história 100% nova, dando motivos para que o telespectador voltasse a se interessar novamente em outro filme do herói, sem se preocupar em assistir basicamente a mesma história pela terceira vez, e felizmente, a Sony/Marvel conseguiu isso da maneira mais simples e certeira possível.


Homem-Aranha: De Volta ao Lar não se preocupa em repetir os mesmo acontecimentos dos filmes anteriores, tudo ainda é muito fresco na cabeça do telespectador, todo mundo já conhece o Homem-Aranha, portanto, o filme te joga de vez no universo do herói, e acaba sendo uma sensação estranha, porque você já se sente em casa, se sente confortável nesse mundo mesmo não conhecendo essa nova versão, dando ao filme o total espaço para se desenvolver sem se prender em mais uma história de origem e, De Volta ao Lar faz isso magistralmente. Tudo no filme é muito orgânico, sem exageros ou pressa, tudo vai acontecendo no seu tempo, mesclando perfeitamente os momentos Peter Parker e Homem-Aranha (Tom Holland), trazendo um equilíbrio entre sua vida pessoal e heróica.


O filme nos traz o Peter Parker mais humano e realista de todos, nem tão "fracassado" quanto ao de Tobey Maguire e nem tão "galã" quanto ao de Andrew Garfield, apenas um garoto levando uma vida simples no Queens, mas que nas "horas vagas" se pendura por aí salvando gatinhos ou impedindo roubos, instruído por Tony Stark (Robert Downey Jr.) a não se meter em grandes confusões. Isso acaba trazendo uma certa limitação ao herói, a sempre ficar pelo seu bairro sendo o "amigão da vizinhança", e talvez essa seja a melhor coisa do filme. É sensacional ver um Peter Parker com rotinas como nós, andando de ônibus, indo ao mercado, interagindo com pessoas aleatórias, se atrasado para a aula ou nervoso para falar com a menina que gosta, pequenos detalhes que traz um grande realismo ao filme e que o deixa ser o mais próximo dos quadrinhos até agora, atraindo a atenção do público mais antigo e dos mais novos também, que acabam se identificando com o personagem, com aquele pensamento de que ele é gente como a gente. E mesmo quando veste a roupa e se pendura por aí, o filme não tenta deixá-lo grandioso ou intocável, ele está sempre em lugares pequenos, próximo das pessoas, interagindo com elas e com o cenário da maneira mais atrapalhada e engraçada possível, com brincadeiras e piadas que funcionam perfeitamente, sem que nada pareça exagerado.


O novo uniforme do herói é diferente de tudo que já vimos, apesar de ser o mesmo de Capitão América: Guerra Civil, aqui ele é muito mais explorado, mostrando suas funcionalidades tecnológicas criadas pelas mãos de Tony Stark. A princípio, essa ideia de usar tecnologia avançada no uniforme não me pareceu boa ideia, pois ainda estava preso na versão clássica de que ele faz sua própria roupa, mas como quase tudo em De Volta ao Lar, tudo é muito coeso e faz sentido, em nenhum momento acaba sendo um problema para o filme, muito pelo contrário, isso traz uma diversão a mais, mostrando uma boa variedade de gadgets que será muito interessante vê-las em combate nos próximos filmes do aranha, além de que o uniforme acaba se tornando quase um personagem secundário no filme, e é sensacional.


Finalmente temos um excelente vilão no Universo Cinematográfico da Marvel, com a exceção de Loki (que a essa altura está mais para anti-herói), a marvel vem sofrendo com vilões fracos, geralmente é um dos poucos pontos negativos em seus filmes, mas felizmente Abutre (Michael Keaton) é o oposto, ele é extremamente bem construído, suas motivações pessoais funcionam perfeitamente para o filme e para o universo marvel como um todo. Na primeira cena do personagem você compra suas motivações, e mais que isso, você se identifica com ele. Há uma cena específica em que o aranha e o abutre estão num carro conversando, que para mim, é a melhor cena do filme e uma dos melhores diálogos em um filme de super herói, pois você não sabe para qual dos dois está torcendo, é uma cena espetacular e muito bem escrita.


Outro ponto positivo para o abutre está em seu uniforme que é totalmente tecnológico e sombrio, passando ameaça e poder em todas as cenas em que ele aparece uniformizado. A ameaça também é mostrada através dos olhos de Peter, que passa a sensação de medo e de inferioridade diante do vilão, deixando o clima do filme um pouco tenso.


O filme também traz um visual nostálgico, figurinos, cenários e até mesmo as interações entre os personagens, principalmente entre Peter e seu melhor amigo Ned (Jacob Batalon) lembram bastante os filmes dos anos oitenta, em específico Clube dos Cinco e Curtindo a Vida Adoidado, só que de uma maneira atual. Seja nas ruas ou na escola, tudo parece familiar. Já em seus efeitos visuais o filme peca um pouco, é visível em certos momentos o exagero de CGI, principalmente nas cenas durante o dia, talvez por isso o filme tenha optado por mostrar mais cenas noturnas, numa tentativa de esconder um pouco mais a computação gráfica. Outro ponto negativo está em suas cenas de ação, que apesar de serem muito legais tem cortes rápidos que acabam tirando um pouco o foco, mas que apesar disso, não são exageradas a nível destruição total, tudo é muito bem controlado e sem raio azul.


Homem-Aranha: De Volta ao Lar é o filme que todo fã do Homem-Aranha queria assistir, uma aventura divertida que mostra de uma maneira simples e perfeitamente escrita os primeiros passos do "amigão da vizinhança" que acabou de chegar ao universo dos Vingadores, sem precisar contar mais uma vez sua história de origem ou apelar para exageros visuais para atrair público, tudo é muito coeso e contido em uma pequena escala que funciona naturalmente, seja em momentos cômicos ou mais tensos. Além de trazer um dos melhores vilões do Universo Cinematográfico da Marvel. Por isso tudo, De Volta ao Lar se torna um dos melhores filmes do herói e um dos melhores filmes da marvel.

Nota: 



0 comentários:

Postar um comentário