News!

Crítica | O Rastro, o novo terror nacional


O terror nacional O Rastro, chegou prometendo algo renovador, e essa semana fomos conferir em primeira mão a pré-estreia do filme junto com a Coletiva de Imprensa do elenco principal e produtores do filme, e soubemos de alguns detalhes sobre essa produção.

Conhecemos o cinema brasileiro por apenas os gêneros de comédia, drama e alguns romances, mas terror é algo inovador no mercado cinematográfico brasileiro. Principais produções que sejam reconhecidas e lembradas pelo público brasileiro é bem pouco conhecida e isso infelizmente é lamentável, afinal, com o incentivo certo, poderíamos ter grandes obras do gênero revelando daqui para o mundo. E com certeza 'O Rastro' é o ponta pé para o surgimento de novos olhares para o crescimento deste gênero - terror brasileiro, que cada vez conquista mais apreciadores que adoram passar um grande susto. 

A História

O filme começa contando a trajetória de João (Rafael Cardoso) que é um médico que cuida da transferência de pacientes de um hospital público no Rio de Janeiro que está para fechar por falta de verba. Tudo isso em meio a uma grande manifestação que ocorre por conta do sistema de saúde brasileira. Quando tudo parece correr dentro da normalidade, aparece no hospital a menina Julia (Natália Guedes), sozinha, João promete protegê-la. E ai que começa o terror, durante a transferência a garota desaparece sem deixar rastro, o peso da culpa e da promessa pesa em cima de João que vai em busca da garota.

Só que essa busca leva o médico para um mundo obscuro que ainda não tinha sido revelado, colocando em risco não apenas sua credibilidade, mas sua vida e sua sanidade.

A Produção

O aspectos de terror psicológico é constantemente presentes na vida dos personagens, o ambiente frio, escuro e de total abandono do hospital é algo realmente de colocar arrepios de tão macabro. Nisso a produção do filme foi de uma forma impecável e bem detalhista, há cenas muito boas de terror ali que não devem nada para filmes gringos do gênero. 

Por outro lado, o enredo do filme, a forma como a história foi indo se desenvolvendo da o parecer que alguns pontos foi ficando meio perdidos e sem respostas na história. Mas para o diretor J.C Feyer, esses aspectos deixados no filme foi proposital, para quem está assistindo poder imaginar por ele próprio diversas alternativas para aquele tal desfecho. Mas será que essa ideológica funciona mesmo? Tenho algumas dúvidas. 


Outras características que o diretor nos dize na Coletiva de Imprensa do filme, que a presença quase constante nos personagens de suor, o calor e também os barulhos super incômodos no filme, é para trazer a sensação de algo realmente atormentador tanto sentido pelos personagens como para nós que assistimos, tanto um sentido de terror tropical.

Mas o filme se destaca, engrandece e muito pelo seu grande elenco, principalmente pelos atores principais Rafael Cardoso e Leandra Leal, que atuar maravilhosamente bem, os papéis se desenvolveram perfeitamente ao ritmo que a história vai se avançando para ambiente de pavor e pânico. A personagem da Leandra Leal, a Leila uma personagem que cresce bastante ao longo da trama, e claro, uma atuação incrível como já era de se esperar. Apenas a atriz Claudia Abreu, que fez o papel de Dra. Olivia não se destacou muito como merecido para o tamanho potencial da atriz.

Conclusão

Analisando de uma forma geral, mesmo diante de alguns aspectos que possa aparecer pra uns e outros não, revelastes e incômodos, o Rastro abre grandes chances para o crescimento de grandes produções como esta do gênero de Terror. Não apenas vimos a intenção da produção de fazer algo muito bom no filme, mas também vimos ao ouvi-los falar sobre toda a concepção da história desenvolvida e dedicada. Para um gênero tão pouco explorado, eles souberam e se inspiraram muito bem para o filme. Então se você curte terror, suspense presente com constantes reviravoltas ou simplesmente quer surpreender com algo novo da nossa produção nacional, recomendo.

O Rastro estreia oficialmente dia 18 de Maio.

CURIOSIDADE DOS BASTIDORES!

A produção de O Rastro levou 8 anos para ser concluída.

Uma cena foi mudada na versão final devido a uma experiência sobrenatural do ator Rafael Cardoso. 

Há uma grande surpresa no elenco que não foi divulgada em momento algum nas divulgação, e isso foi combinado desde o início entre ambas as partes.

O mercado cinematográfico internacional já confirmou distribuição do filme em um futuro não tão distante.

• A história original do filme seria tratada numa fazenda no interior do estado de Minas Gerais, mas por conta de parecer muito "americanizado" , eles preferiram montar um novo.

Nota:





0 comentários:

Postar um comentário