News

Crítica | Alien Covenant, com spoilers


A franquia mais famoso de Ridley Scott está de volta, agora com Alien Covenant uma história que se passa 10 anos depois de Prometheus, revelando o que aconteceu com a nave e a civilização do planeta onde agora habita somente os Aliens. 
O filme foca mais num tentativa de dar explicação do que houve depois de Prometheus e como os Aliens surgiram, MAS mesmo parecendo que explica tudinho, engano seu! Ele entra alguns pontos que da uma 'ilusão' de que foram respostas, mas se você parar para pensar confundi ainda mais, surgindo ainda mais dúvidas que possivelmente ficaram sem respostas. Só depende agora do Scott melhorar essa confusão toda. Mas vamos para como foi a trama de Alien Covenant, bora lá!

AVISO ESTA CRÍTICA CONTÉM SPOILERS, É DE SUA E TOTAL RESPONSABILIDADE PROSSEGUIR. A Crítica é longa mas com certeza te fará pensar sobre todo o filme.

A Trama


A nave Covenant tem a missão colonizadora em ir até um planeta que foi descoberto para que seja habitável ao seres humano. Pela rota origem levaria 7 anos até o planeta de destino, mas durante sua trajetória a nave é atingida por tempestade de neutrinos, forçado Walter, o único acordado na nave, reanimar a tripulação. Nesta tempestade traz consigo uma mensagem de um planeta desconhecido, que misteriosamente aparece somente agora na rota deles. E ai que começa... o ator James Franco, sim ele está no filme e seria o capitão da missão e marido de Daniels (interpretada pela Katherine Waterston), mas morreu antes mesmo de acordar da hibernação. E então Christopher (Billy Crudup) fica no comando e decidem enfim, seguir a origem da fonte da mensagem. O resto você já sabe, Alien pra todo lado...

Toda a tripulação é mais irresponsável que já vi, primeiro que eles decidem entrar num planeta totalmente desconhecido não sabendo nada dele, apenas que ele 'aparenta ser habitável'. O Líder da tripulação tem tanto medo da responsabilidade de liderança que toma as piores atitudes para o destino da nave. Além de que eles não tão a mínima quase para os 2.000 mil colonos presentes na nave para a tal reprodução no novo planeta. 

Além disso temos a impressão de que eles não estavam tão bem preparados para a missão. Parecia que quem jogou como a intenção de eles serem a isca no espaço, sabendo que a nave anterior Prometheus sumiu na mesma trajetória da deles.


 (Daniels e o líder da tripulação Christopher)

No filme percebemos que o diretor Ridley Scott meio que foi jogando de qualquer jeito a trama, deixando ela com várias ligações perdidas, fugindo quase totalmente de tudo que foi dito nos demais filmes da franquia. Como a produção dos Xenomorfos, vimos que David conseguiu um meio de reprodução da rainha, sem ela, como uma bolsa de sémen. Mas já em Prometheus isso é explico de uma forma totalmente diferente, a escultura na parede mostrada no filme(imagem explicativa abaixo) mostra que não existia uma forma de uma rainha ser reproduzida sozinha. 

(imagem de Prometheus, a ilustração da rainha Alien)

Outras dúvidas é o porque que David atacou os engenheiros gratuitamente? E aqueles engenheiros parecia tão primórdios comparados com os engenheiros evoluídos de Prometheus?! E o que acontece depois onde David leva a Covenant junto com Daniels e Tennessee (Danny McBride) para o planeta do destino anterior? Perguntas que ficaram e que podem (e devem) ser relatadas nos próximos filmes da franquia.

(David atacando o planeta dos Engenheiros em Prometheus)

Aliás vou deixar se você ainda não sabe ou se sente perdido (como eu), a ordem cronológica certa da franquia de Aliens, logo abaixo:

(créditos ao Cinéfilo em Série)

Elenco e Produção


Mas como tudo tem seu lado bom,vamos aos pontos bons da trama - o elenco. O ator Michael Fassbender foi com certeza o maior destaque, ele interpretou incrivelmente os papéis de David e Walter, os androides gêmeos, mas que tinha personalidades totalmente diferente um do outro. Imagino como foi difícil interpretar dois personagens iguais fisicamente, mas jeitos diferentes. A atuação da Katherine Waterston no começo pode aparecer uma personagem fraca, mas no segundo ato até o final, ela demonstrou muita determinação e coragem, mesmo diante da situação apavorante à todo o momento da trama. A Melhor cena da personagem é Daniels enfrentando a rainha Alien, uma referência incrível dela com a eterna Ellen Ripley. 

Aliás a atriz Katherine revelou através de fonte do site The Playlist que Daniels seria na verdade ninguém mais, ninguém menos que a mãe de Ellen Ripley!! 😱Mas ai vem a questão, mas se Daniels foi levanta para o planeta do destino original junto com o David e Tennessee, significa que ela saiu de lá e deve a Ripley?! Daniels não morreu lá então? Como?


(Daniels e Tennessee)

O som, as filmagens e até mesmo o toque especial que o Scott coloca em seus aliens, nos clima de medo e desespero nas cenas, nas imagens sangrentas são muito bem feitos, isso o diretor saiu impecavelmente como esperado.

Conclusão


Se você estava sentindo falta dos Aliens e queria ver uma referência ótima do Alien: O Oitavo Passageiro, com certeza você vai gostar. Esperamos que as próximas produções tenham mais ligações entre si, não precisa ser tão explicativos ou respondendo todas as perguntas, apenas fazendo um enredo preocupado mais com os detalhes da trama e ligando de uma forma correta com os demais filmes da franquia. Recomendo Alien Covenant e depois aconselho rever todos na cronologia certa para entender melhor.

 Saudades do Alien vs Predador rsrs

Nota:

Nenhum comentário